24/12/2010

Musica para o natal

     Essa deveria ser a mensagem passada à cristãos, mulçumanos, judeus, ateus, agnósticos, à todas as pessoas todos os dias do ano, que elas aprendessem a reconhecer o valor das crianças que nascem, assim como cristo tem um valor salvador para os cristãos, essa data deveria ser um momento de grande reflexão sobre quantas crianças são mortas de forma cruel todos os dias, de quantos pais não podem desfrutar desse "momento onde tudo é ilusão" por que estão em meio à guerra, quantas crianças não comem, não brincam e não são crianças...o ocidente inteiro está comemorando o nascimento de uma criança, a quem foi atribuído mais tarde o título de Salvador, uma criança que nasceu há 2000 e poucos anos atrás enquanto alguns  fecham os olhos para as crianças de sua época, eu não comemoro natal, mas acho essa a trilha perfeita:

   "When a child is born" - " Quando uma criança nasce"
Um raio de esperança pisca no céu,
Uma estrela cuidadosa acende o caminho lá no alto,
Tudo acima da terra
Nasce uma manhã nova em folha
Ela veio para passar
Quando uma criança nasce.


Um desejo silecioso veleia os sete mares,
Os ventos da mudança
Sussuram nas árvoes,
E os muros da dúvida
Esfarelam-se atirados e rasgados,
Ela veio para passar
Quando uma criança nasce.


(E tudo isso acontece,
Porque o mundo está esperando,
Esperando por uma criança,
Negra, branca, amarela,
Ninguém sabe,
Mas uma criança que crescerá,
E tornará lágrimas em sorrisos,
Ódio em amor, guerra em paz,
E todos
Ao vizinho de todos,
E miséria e sofrimento
Serão palavras para serem esquecidas
Para sempre!)


Tudo é um sonho, uma ilusão agora,
Deve tornar-se realidade
Alguma hora, logo, de algum modo.
Tudo acima da terra
Nasce uma manhã nova em folha,
Ela veio para passar
Quando uma criança nasce.
>>>>Sugestão de vídeo:

22/12/2010

Vienna, Billy Joel

Devagar, sua criança louca
Você é tão ambiciosa para uma jovem
Mas se você é tão esperta, me diga porque continua com tanto medo?
Onde está o fogo? Pra quê a pressa?
É melhor você aproveitar isso antes que você perca
Você tem muito o que fazer e o dia tem tão poucas horas.

Mas você sabe que quando a verdade é contada:
você pode conseguir o que quer ou pode apenas ficar velha
Você vai desistir antes mesmo de passar metade do caminho
Quando você perceberá que Vienna espera por você?

Devagar, você está indo bem
Você não pode ser tudo que você quer ser, antes do seu tempo
Embora isso seja tão romântico no limite de hoje a noite, hoje a noite.
Tão ruim, mas é a vida que você segue
Você está tão adiante de si mesmo que esqueceu o que precisa.
Apesar de poder ver quando está errado
Você sabe, nem sempre se pode ver quando se está certo.

Você tem sua paixão, você tem seu orgulho
Mas você não sabe que apenas bobos ficam satisfeitos?
Sonhe, mas não pense que todos os sonhos se realizarão
Quando você perceberá que Vienna espera por você?

Devagar, sua criança louca
Tire o telefone do gancho e desapareça por um instante
Tudo bem, você pode permitir-se perder um dia ou dois
Quando você perceberá? Vienna espera por você.

Mas você sabe que quando a verdade é contada
você pode conseguir o que quer ou pode apenas ficar velha?
Você vai desistir antes mesmo de passar metade do caminho
Porquê você não percebe? Vienna espera por você.
Quando você perceberá que Vienna espera por você?

19/12/2010

Metas para o novo ano.

            Quem nunca prometeu parar de comer besteira, ser mais legal com alguém, conseguir aquela promoção, ajudar aquela sua amiga brega a desencalhar (no maior dos machismos, mulher sozinha não é mulher triste e vice-versa)...ser mais organizado, perder menos tempo na internet ou coisas nada similares a isso tudo.
             Minha meta para 2011 é ser menos ingrata: sim, parar de reclamar da minha vida ótima, parar pra pensar em quanta gente está por aí morrendo em becos imundos nas garras das drogas e da prostituição, em quantas meninas de minha idade jamais cursarão um curso na Universidade, naquelas crianças de abrigo que estão tão emocionalmente/fisicamente mutiladas agora ou naqueles que sofrem silenciados por alguma repressão pesada.
             Esse ano quero saber agradecer aos céus pela minha caminha quentinha, pelos meus pais prestativos e pelo corpo sem limitações que Deus me deu, pela minha boa cabecinha, quero deixar de ser reclamona e dar mais valor a todos os momentos antes que eles passem, quero de alguma forma servir às pessoas, sim...servir, acho essa a melhor forma de multiplicar e aperfeiçoar conhecimento. Quero ser uma estudante de língua estrangeira mais dedicada que esse ano, por que fui um desastre nisso e uma estudante de museologia ainda mais apaixonada que sou, ser uma bailarina com mais tempo pra ballet e quero que meu dia tenha 48 horas.
            Talvez minha meta seja uma: melhorar como ser humano antes de entrar no mercado de trabalho, não quero ser daqueles profissionais arrogantes que jogam seu currículum no nariz alheio pra legitimar abusos de poder e também não aceito que montem em mim, já que se você quer conhecer uma pessoa deve dar poder à ela, é bom que eu seja lapidada enquanto estou aprendendo os requisitos básicos, afinal, hoje em dia profissão é para a vida, você é o que faz, não é como na geração de meus avós ou pais, onde você era o José, o Miguel ou a Lavignea, agora você representa seu segmento quase 24 horas por dia: estou falando da minha geração.
           Você é filha, mãe, mulher e muitas outras coisas, precisa aprender a lidar com todas elas conciliando sua profissão , então é bom que eu me molde agora a cada dia um pouco para suportar essas pressões vindouras, essa é minha meta para 2011: ser um ser humano mais grato, contribuindo com alguma coisa, por menor que seja...não quero ser a super legal, não vou parar de comer besteira nem mesmo fazer alguma dieta maluca, esse ano eu quero que minha beleza venha de dentro para fora!

16/12/2010

Síndrome de Tourette

     Muita gente acha que Tourette se trata de tiques violentíssimos e de dizer obcenidades o tempo todo, por que se baseiam em algum filme mas isso não é verdade, vou falar um pouco sobre essa síndrome nesse post.
  O portador de Tourette pode apenas piscar muito, fazer caretas, esticar os dedos, fechar as mãos, andar diferente, dizer tudo o que estão pensando em voz baixa ou elaborar respostas extremamente rápidas (extremamente) por isso alguns psiquiatras chamam alguns casos de "possessão intelectual"... alguns são tão obcessivos que ninguém nota, lógico que existem casos extremos como pessoas que cospem nos outros, dizem besteiras e fazem absurdos, mas acredite: é involuntário e eles sabem exatamente o que estão fazendo, sentem vergonha e se desculpam¹ insultar alguém nesse caso dói mais em que insulta que no próprio alvo.
         O paciente pode suprimir o tique por um tempo mas o impulso volta o que é bem pior, os tiques se dividem em vocais e motores geralmente os dois andam juntos e começam a aparecer na infância Às vezes são imperceptíveis e em outros casos, violentíssimos, Tourette não se diagnostica procurando a doença em si mas sim  excluindo a possibilidade de outras, muitos confundem Tourette com TOC por que alguns portadores podem apresentar uma imagem metódica.
                Não é contagioso, não é diagnosticável a não ser por exclusão é mais comum em homens.
Um bom filme sobre o tema é "A menina no país das maravilhas", Elle Faning interpreta Phoebe, em um filme de extrema sensibilidade e beleza.
    ¹Documentário sobre caso gravíssimo, no link ao fim da postagem.
http://www.youtube.com/watch?v=WOdBQYiIKWc&feature=related

12/12/2010

Manifesto


Quero que todas as mulheres possam andar pelas ruas com seus vestidos fresquinhos sem constrangimentos, que o vento entre por eles e que a natureza faça seu trabalho ajudando a combater esse calor infernal do Brasil, que suas cores claras reflitam a luz do sol evitando desmaios e mais problemas oriundos das temperaturas altas.
Quero que todas as  cidades tenham uma área bucólica com velhos que jogam dominó debaixo do bloco, queremos velinhas pedalando no banco da praça e garotos que correm atrás de pombos, garotas que tomam sorvete e casais que se beijam em torres altas.
Desejo  muito que todos os ladrões de alta, baixa ou média classe tomem vergonha na cara e tenham oportunidades de melhora,  que o pênis de estupradores sejam ruídos vagarosamente por formigas grandes e pretas, mesmo que o estupro seja uma imposição cultural na sociedade dele,  que os dedos dos ladrões apodreçam e que o cérebro de homens que destroem a vida de muita gente derreta caso não mudem de atitude.
Quero que as noivas saibam que o vestido só é branco por causa da rainha vitória e que possam escolher sua cor favorita para assumirem um compromisso com seu homem favorito, que as pessoas parem de usar o nome de Deus para legitimar suas próprias idiotices, e que apenas homens virgens procurem por mulheres virgens, o contrário se enquadra em hipocrisia machista.
Que as bailarinas brasileiras possam se manter tão bem quando as europeias e que todas as nossas crianças comam, durmam e sejam abraçadas mais que uma vez ao dia e então cuidaremos melhor das nossas florestas e animais.
Que o garí, pedreiro, professor ou internacionalista sejam tratados com respeito e valorizados em suas  devidas profissões e que as crianças deixem de ser tão perversas umas com as outras, que as garotas não queiram apenas estética nem se julguem apenas inteligentes, que os homens não sejam brutos nem insensíveis que todos esses sejam  entes de qualquer coisa seres humanos incríveis com o dever moral de trocar conhecimento todos os dias. Que os velhos parem de achar que sabem tudo e que a juventude deixe de ser tão arrogante.
Que eu viva muito tempo e nunca veja a guerra. Que eu dance até ficar muito velha e que viva de arte até o ultimo suspiro.

08/12/2010

Pós prova

  Quem dança sabe que não há bailarino sem dor, Uliana Lopatkina disse certa vez que "bailarino sem dor é bailarino morto" mas hoje eu tenho que admitir que estou no limite, dói braços, dói pernas, dói costas dói quadril, mas estou feliz por que foi divertido.
    Fiz uma audição ontem e foi super diferente das provas normais, nada daquele super rigor do ballet, muita dinâmica e descontração apesar do nervoso, dei o meu melhor, dei tanto que fiquei sem. =)
  Agora é esperar o resultado, mas valeu à pena, faria tudo outra vez.
"O mal do relaxante muscular é que ele relaxa a gente" Emerson Dionísio

20/11/2010

Pequena reflexão pra você desmembrar, carregar, montar, pendurar.

          Já repararam como tudo se molda ao nosso bel prazer o tempo todo? Um claro exemplo é o final feliz que assistimos na sessão da tarde todo santo trimestre "Barbie em 'O lago dos Cisnes'",  -e se você faz ballet vai assistir até os 40- no final do libreto original russo o casalsinho se afoga no lago, eles morrem, e como tudo se molda ao que queremos ver nós apenas ignoramos tudo aquilo que não "nos diz respeito", queremos que as imagens nos sirvam um banquete de mera experiência, nos tornamos criaturas hedonistas¹ e que negam isso até a morte, e maiores ainda são as nossas demandas, quantas pedras pelo caminho: o concurso que eu não passo, o ônibus lotado que me deixa mais cansada, as milhares de matérias pra estudar, tempo livre é medida drástica e ainda assim ocupado, e diamanche é o dia da preguiça, domingo é TRADICIONALMENTE  o dia da preguiça, e não mais o "dia do senhor" (?)  Ao menos para os viciados em internet.
    

  Façam o que quiserem desse post.


¹HEDONISMO: doutrina moral que considera o prazer a finalidade da vida.

13/11/2010

Gueixas.

       No Japão, há 300 anos elas dançam, conversam e cuidam do entreterimento em reuniões, festas, casas de chá, as gueixas são mulheres extremamente agradáveis e representam parte da cultura japonesa, elas são parte do patrimônio do país. Uma questão sempre confusa é: "Há envolvimento sexual com os clientes?" Segundo alguns conhecedores profundos e as próprias artistas a resposta é NÃO, as gueixas NÃO SÃO PROSTITUTAS, sexo não faz parte de seu trabalho, espere apenas uma boa conversa, pode acontecer um romance como pode acontecer em qualquer outra profissão.

     Muitas mulheres pagam bastante dinheiro para ser gueixa por algumas horas, elas são como celebridades, todos querem fotografá-las, numa cultura conservadora como a japonesa se elas fossem prostitutas não seriam tão admiradas...a palavra gueixa é uma junção de duas palavras em japonês, seu significado é "artista", é uma profissão tradicional no Japão.
    Chamar uma gueixa de prostituta é o mesmo que chamar uma bailarina de dança do ventre de odalisca: demonstra uma grande falta de conhecimento, ignorância sobre o assunto, é atribuir uma palavra pejorativa à uma profissional de arte. Antigamente essa era uma profissão masculina, posteriormente ela passa a ser feminina, uma gueixa precisa de no mínimo 4 anos de preparação, a aprendiz abandona a própria casa e vai para uma "casa de gueixas" onde aprende sobre musica, dança típica, relacionamento interpessoal e postura delicada.
  São mulheres anônimas, durante o dia levam a vida normal até que se "componham" como tais personagens.
Fonte: Catarina Hong- Rede Record  de televisão.
Imagem: stupid e cute.

Para sugerir uma postagem: allicefe@hotmail.com   essa foi sugerida por: Karina Grush- Brasilia.
PS: não vai ser sempre assim, é apenas um modo de interação com os leitores, um modo de conhece-los melhor. Qualquer novidade de diário, volto.

11/11/2010

Queijo da Canastra- Patrimônio brasileiro.

     Antes de qualquer coisa, aviso que estou recebendo sugestões de postagem pelo email allicefe@hotmail.com
Se você tem algum tema de interesse e eu puder ajudar, estamos aí.
     Voltando ao assunto...Que mineiro faz queijo como ninguém e que brasileiro também ama queijo, não é novidade para ninguém, pão de queijo, queijo com goiabada e pratos assim são bem conhecidos por aqui, além do mais os queijos produzidos pelos nossos mineirinhos já caíram no gosto da Europa, mas...queijo contrabandeado? Isso mesmo o bom e velho (que é bom quando velho) queijo da Serra da Canastra que comemos por aqui é em grande parte contrabandeado.
    Motivo: A pressão de mercado não permite ao produtor respeitar o tempo de 'cura' do queijo, e no Brasil é OFICIALMENTE PROIBIDO FABRICAR QUEIJO COM LEITE CRÚ, mas se você ama queijo da canastra saiba que é um alimento crú, artesanal, portanto, tome cuidado com a procedência, alguns produtores legais respeitam sim essa determinação, só que há um problema: "muita procura= pouco tempo" sem contar que o queijo deve ser mantido ao ar livre, o famoso "embalou o queijo e morreu", os produtores dizem que o tempo de cura é uma luta entre as boas e más bactérias.
    50% de todo o queijo que consumimos no Brasil vem de Minas Gerais (Min. da Agricultura), os produtores legalizados estão agora, em constante intercâmbio com a França, país que produz os melhores queijos artesanais para 'chegar lá'.
     VOCÊ SABIA?
Que o modo de preparo típico do queijo Minas foi tombado pelo IPHAN*?
(Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional)
Fonte: Ana Lucia de Abreu Gomes-Museologia Patrimônio Memória.
Imagem: Serra da Canastra.com.br

04/11/2010

Voltei!

    Quem ouve falar que bailarinos adoeceram por deixar de dançar e acham frescura, desculpe, eu achava e descobri que não é. 
     Quando entrei na Universidade tentei conciliar as duas coisas, mas não consegui, dançar é um exercício contínuo, diário, uma batalha minuto a minuto com seu próprio corpo, os músculos precisam obedecer a todo momento o que sua mente determina, eles sofrem, lutam contra, sentem dor durante todos os dias, seus ossos são diferentes.  Como toda boa adolescente acostumada ao papai levando até à padaria desisti logo do ballet, dois meses depois estava de sapatilhas praticamente penduradas, além do mais não havia horário para mim na escola, eu chego tarde em casa.
    Duas semanas se passaram, eu comecei a me sentir extremamente sensível a qualquer estímulo negativo vindo de fora, meu cabelo estava ruim, eu era a mais bizarra de todas as garotas que conheço,  ir para a faculdade tornou-se um sacrifício, uma espécie de "preguiça" tomava conta de mim, por fim minha auto-estima foi pro brejo. Eu não queria saber de ninguém para nada, odiava visitas porque me achava horrível, comecei a trocar de corte de cabelo freneticamente: do longo cortei um pouco, acabei fazendo um chanelzinho, depois cortei a franja, deixei o chanel crescer cortei a franja novamente e...EPIFANIA!
    Estava conversando com uma amiga e percebi  que minhas colegas sentiam sim minha falta, relembramos o quanto ela sofreu e até adoeceu por se mutilar dessa forma, depois acabou voltando e apesar de tudo está muito melhor agora que dança novamente e eu decidi voltar. Meu nó na garganta que persistia por dias a fio sumiu, aquela saudade do ballet, das minhas amigas de tudo, foi embora, não totalmente mas está sarando. Agora estou bem dolorida mas feliz porque estou me preparando para voltar a fazer o que gosto. Há uma saudade completamente boa agora, e eu posso não me sentir a garota mais incrível do mundo mas sei que estou bem dentro de um grupo e que me encaixo perfeitamente nele. Eu tenho minha identidade de volta, acho que é isso. IDENTIDADE.

01/11/2010

Por que você vai ao museu?

   Quando falamos de patrimônio, cultura, monumento as pessoas fogem...acham que se trata de um grupo de pseudo-intelectuais e assuntos chatos, mas para mudar esse quadro VOCÊ precisa saber de algumas coisas. O museu tem público sim, a intenção aqui é te incluir nesse público e não mendigar visitas.
            
1-O museu está sempre em processo de mudanças e o público é quem define o que quer ver, isso se chama "nova museologia", então se não aparecem para reclamar, ninguém vai saber qual o problema, afinal é um espaço aberto para fruição sem restrição de público, portanto você pode e deve levar suas crianças à instituições museais, pode e deve dar as suas sugestões e pedir ajuda para entender todo o contexto da exposição.  Muitos museus oferecem cursos e oficinas gratuitas.
2-Na inglaterra os motivos mais citados em uma pesquisa feita esse ano para a não ida aos museus são: falta de tempo, pressão familiar, falta de companhia, desinteresse, falta de dinheiro. E por aqui? deixe seu comentário, ele muito me interessa.
        *  Você sabe o que é cultura?
  Atualmente temos como cultura o conjunto de manifestações, costumes, modos de expressão de um povo, determinado grupo...logo ninguém tem o direito de te chamar de sem cultura a não ser que seja um ignorante conceitual.
        Você sabe o que é monumento?
 Françoise Choay trás em seu livro "Alegoria do patrimônio" o caráter de associação direta e visual com a memória, o monumento tem o caráter de trazer um registro de memória, mas além, ela diz que patrimônio, devido a etimologia da palavra serve para "Advertir, lembrar".  
   A definição mais bela de monumento em minha opinião é a de Assis Chateaubriand, ele diz que o monumento tem a função de transportar as civilizações no tempo e espaço, fazer outras gerações lembrarem dos que ali estiveram antes.
       Você sabe o que é patrimônio cultural? 
   Patrimônio cultural é aquilo que é considerado importante para a permanência da identidade de um povo, pode ser patrimônio imaterial (o saber fazer, costumes) e material (prédios históricos por exemplo).  Tanto os saberes quanto os patrimônios materiais podem ser registrados, tombados, protegidos pelos orgãos competentes.
            Uma das funções do museu é mostrar ao público (e provocar discussões)  diversos temas como sua história, identidade, perspectivas de futuro e vários outros aspectos...é uma instituição essencialmente democrática (ou deveria ser).  Vá ao museu verificar se a sua cultura está sendo representada, e conheça seu patrimônio cultural... já se foi o tempo em que museu era coisa de elite, mas, se a maioria continuar esparramada no sofá dizendo que museu é chato sem nem conhecer (eu não disse visitar uma vez, disse conhecer) não vai se sentir representada e as muitas manifestações culturais vão se perdendo tragadas pela sua imensa preguiça. Em Salvador há um museu no meio de uma favela (Museu Rodin, chiquérrimo) e o público local é baixo, por que? talvez não saibam que aquele espaço pode ser usado como meio de apelo.
    Comece visitando uma exposição sobre temas que te parecem interessantes, procure na internet, visite uma ao mês, dê suas sugestões aos monitores do espaço, exemplifique no trabalho, a intenção não é lotar o museu mas sim, fazer o público tomar consciência de que o museu agora é pra ele, pra qualquer um, para o gari que deixa sua vassoura na porta, para a mãe que vai dizendo aos filhos que não toquem em nada e a qualquer pessoa que entre.
   IMPORTANTE: não estou generalizando, estou me dirigindo aos leitores do meu blog, jovens de classe média, que adoram cinema, shows ou mesmo a igreja, que tem acesso à informação e até fazem parte dela...o que te impede de ajudar a quebrar essa redoma social que existe sobre os museus do seu país? 
  Mexa-se!

29/10/2010

Respondendo aos clichés masculinos.

OBS: respondo por mim, não pelas mulheres em geral.
* Se você pensa que está gorda, é provável que você esteja gorda mesmo. Não nos pergunte. Se perguntar, responderemos a verdade. Não reclame depois.
   Se você age como um imbecil não se preocupe, vamos segurar sua barra enquanto houver envolvimento emocional, mas depois que acabar não reclama.
* Se você não se veste como as modelos de roupa íntíma, não espere que nós nos comportemos como os galãs das novelas.
Se você é homem não vai ligar tanto pra isso. Sério que você dá xilique por isso? compre cuecas decentes.
* Se você quer algo, peça. Deixemos isto claro: as indiretas sutis não funcionam. As indiretas diretas não funcionam. As indiretas muito óbvias também não funcionam. Diga as coisas exatamente como elas são. Se você nos tratar como imbecis, nós lhe trataremos como uma estúpida.
Eu também odeio explicar as coisas 5 vezes, por isso não quero ser professora...isso me dá uma certa impaciência, ó...eu digo, digo sempre mas vocês ficam ofendidos, vai entender?
* Se você faz uma pergunta para a qual não quer resposta, não fique puta da vida ao ouvir o que você não quer. Pense antes de perguntar tolices.
  Se você não descarregar suas frustrações de maneira mal educada e grossa só pra agredir serei compreensiva.

* Às vezes nós não estamos pensando em você. Nada está acontecendo. Por favor, acostume-se a isto. A vida é assim. Quando ficamos quietos por algum tempo não nos pergunte no que estamos pensando, a menos que você esteja pronta para falar de temas como política, economia, futebol, informática, bolsas de valores, carros off-road, guerra no oriente médio ou outro assunto que você não entende absolutamente merda nenhuma.
  Oi? quer dizer que mulher também não pensa?  Sobre qual aspecto você quer conversar, digo...qual seu foco principal?   Você devia estar em coma para não perceber que os tempos mudaram.
* Domingo = Cerveja + Amigos + Futebol na TV a cabo. É como a lua cheia ou a maré. Não pode ser evitado nem cancelado.
Eu gosto de futebol, só que domingo mais cedo= shopping, família, amigas histéricas, tempo MEU e não, talvez não tenha tempo pra você amanhã. Não é ofensivo, é a verdade.
* Nós homens nascemos com uma natural habilidade para trepar todo dia, peidar, jurar em falso, consumir quantidades enormes de bebidas alcoólicas, mijar na tábua do vaso sanitário, jogar futebol e coçar o saco em público. Você sempre soube muito bem disso. Portanto conforme-se.
    Mulheres fazem a mesma coisa, só tem higiene e se regulam, e... cá entre nós...se eu posso passar vontade e me segurar você pode também, não vem com a pérola machista "ah não posso me segurar" ou eu vou aprender a não me segurar meu bem, me poupe.
* Ir ao supermercado definitivamente não é divertido, e nunca vamos considerar dessa maneira. Vá sozinha!
    Se me quer faça o divertido e o não divertido...cresça! Por que só eu tenho que fazer as coisas chatas? Acha que parir é divertido?
 *Quando temos que ir a algum lugar, absolutamente qualquer coisa que você vestir está bom. De verdade.
 Eu concordo, desde que eu me sinta bem e talvez isso demande tempo.

* A maioria dos homens tem 3 ou 4 pares de sapatos. O que diabo faz você pensar que nós sabemos qual dos 48 pares que você tem vai melhor com aquele ridículo vestido vermelho com bolinhas azuis? Nós temos mais o que fazer, mulher desocupada!
            Geralmente o ser humano escolhe, e se você sabe escolher pode ajudar , a não ser que haja uma grande má vontade.

* Não ligue se estivermos "secando" sua irmãzinha com uniforme de escola. É a nossa natureza "Rodriguiana"...
 Ah, eu consigo olhar sem que você note, é a minha habilidade nata de mulher.

* Um simples "sim" ou "não", são respostas perfeitamente adequadas para 99,99% das perguntas. Entenda isso de uma vez por todas. 
              Só pra uma pessoa sem vocabulário e capacidade de síntese.
* Venha a nós com um problema somente se você quiser nossa ajuda para resolvê-lo. Não nos peça empatia como se nós fossemos uma de tuas amiguinhas.
   Não queira que eu faça tudo pra você, a não ser que haja alguma limitação, claro, do contrário arrume uma amélia.

* Quer nos agradar fácil-fácil? Fique pelada e com uma latinha de Skol bem gelada. É tiro e queda. Nenhum homem resiste
Quer nos agradar fácil fácil? Pense antes de falar. (y) Ou me dê o Bradd Pitt de "bastardos inglórios" à caráter por favor, eu vou ficar extremamente feliz. Você nem imagina, colega! 
* Não atrapalhe quando estamos olhando uma bela bunda que não seja a sua. Deixe-nos cobiçar, é genético.
 É que a gente consegue olhar sem virar... mals, enquanto conversamos com você olhamos 367  delas ao mesmo tempo...e deixe os outros olharem pras nossas também. (y) 
* Uma enxaqueca que dura 17 meses é um problema muito sério. Melhor você procurar um médico imediatamente. Do contrário vamos comer suas amigas!
       Eu, se fosse você terminaria é com seus amigos que estão pegando a garota no seu lugar colega!
* Nossa visão só é mais evoluída que a dos cães, que vêem tudo em preto e branco. Nós homens, vemos não mais do que 16 cores. Salmão é definitivamente um peixe, mostarda sempre será um tempero de cachorro quente, berinjela, um legume. Nunca, jamais serão cores.
 Desculpa, eu vejo tudo, até o fio branco único em black power...eu sei que ele está lá. 
* Não existe coisa mais nojenta e repugnante que calcinhas penduradas pelo
banheiro. Já ouviu falar em uma coisa chamada varal ou secador?
.Não geração passada os homens gostavam de calcinhas, mas realmente devo concordar, meninas... não deixem calcinha penduradas no banheiro...é feio e relaxado.

* Já que você se incomoda tanto, pare de reclamar e aprenda a usar a merda do assento do banheiro. Se estiver pra cima, ponha-o para baixo e vice-e-versa. É fácil para você também.
       Eu também acho que você devia sentar e usar papel higiênico ao invés de sacudir, quando faltar papel vc pode pular, né? 


* Entenda de uma vez por todas: Não é sacanagem nossa. Por razões fisiológicas masculinas é impossível acertar o vaso sanitário na primeira mijada do dia. É mais fácil você pegar um pano e limpar do que reclamar.
 Então use suas habilidades fisiológicas masculinas pra limpar, a não ser que não tenha mãos, eu posso olocar uma sondinha em você ou te entregar uma comadra, facilita!
* Não use sutiã e calcinha de cores diferentes. Já é bastante difícil concentrar-se e fingir não perceber estes buraquinhos na sua barriga e as estrias na coxa.
       É difícil descobrir que  o cara não gosta de mulher quando já está com ele, e mais duro ter um galã das novelas de  22:00... eu não imagino um cara dando xilique por causa disso? E celulite? Puxa vida, elas não podem competir com sua barriga tanquinho e seus super ombros né amigão?
* Em hipótese alguma corte ou pinte seu cabelo com cores exóticas. Cabelos longos sempre são mais atraentes que os curtos e todo homem sabe que mulher casada ou comprometida que muda de penteado é como homem casado comprando cueca, ou seja, traição em andamento.
      Sua mãe já disse que você tinha que fazer faculdade de moda? Ah sim, pára com esses jargões machistas e vire HOMEM, depois refaça o tópico e eu respondo, se gosta do meu cabelo diga que gosta e não fique dando pití em caso de repaginada visual...coisa de amigo gay!
* Nunca nos pergunte: "Você me ama?" Você pode não gostar da resposta.
  Não pergunte se eu estou irritada, você pode não gostar da resposta... mesmo porque eu nunca perguntaria se você me ama.

Tragédias de Allice...


      Como estava super empolgada fui à biblioteca tratei logo de pegar um livro do Foucault, e outro da Françoise Choay- "Alegoria do patrimônio", virei a madrugada lendo e fazendo mais anotações, passei tudo à limpo, um mimo só, super ansiosa por aquela prova (não é pela nota, é pela prova)... Mas na hora da bendita aula eu começo a me sentir esquisita, suar frio, ficar inquieta, apressei o passo tratei logo de responder uma questão e fui dar uma circulada, melhorei, voltei, respondi mais uma, francamente nem lembro o que escrevi de tão enjoada e tonta que estava...ABRE PARÊNTESIS eu geralmente não estaria nem aí pra minha nota, é só uma das várias provas do semestre, eu posso tirar o dobro depois, mas... AMO ESSA MATÉRIA, é meu foco, tenho uma imensa consideração por aquela professora, (nunca tenho um professor decente, quando tenho então acontece isso,  pra falar a verdade ela é a melhor desse semestre. FECHA PARÊNTESIS.
 Quando a coisa realmente apertou eu fui até a mesa da professora e disse que ia dar uma volta porque não estava legal (eu sei que isso não é necessário mas ela merece satisfações), dei uma leve melhorada então retornei e fui acabar a terceira quando eu pioro, dessa vez pra não ter problemas em sala nem atrapalhar ninguém, entreguei a prova pedindo desculpas e disse que estava incompleta (faltava meia questão) eu só lembro de um rapaz me dizer  lá fora: "sei que a prova está difícil moça, mas não adianta chorar" e EU NÃO ESTAVA CHORANDO, ISSO GARANTO. 
Daí fui lá pra baixo, lavei o rosto mil vezes,  mil peruas fofocando (e eu que pensei que havia me livrado de pessoas de plástico no ensino médio blarg) esperar meus amigos pra irmos embora e fico eu aqui, com essa cara de tacho, frustradíssima porque queria ter feito tanto quanto merecia fazer, é a vida. Tá lá na minha mochila o livrinho da Françoise Choay, minha prova podia cair num boeiro e ela me dar outra pra eu fazer, não foi vagabundagem, não deu mesmo.
Ai céus, acho que passaram um ralador metálico no meu útero.



              merde!

22/09/2010

Formar ou passar crianças??? Eis a questão.

     Essa semana soube que minha sobrinha ia muito mal em língua estrangeira e resolvi ajudar, aliás resolvi tomar todas as providências, começamos a estudar pela prova do dia (Geografia e história) a primeira parte foi ligeiramente bem e quando comecei a me animar chegou a parte crítica: descobri que ela estava aprendendo a decorar e não fazer conexões e usar o raciocínio, pasmem ela não conseguia sequer responder uma pergunta invertida, o erro não é da escola que está nos alertando há meses.
    Resolvi então buscar o dicionário pra mocinha procurar duas palavrinhas: "extrair" e "extrativismo", a partir daí ela entendeu e soube sem demora diferenciar os níveis de extrativismo e dar exemplos que eu não lembrava mais, fiz uma rotina de estudos para ela, de acordo com meus horários em casa tirei uma hora de todos os meus dias da semana para estudarmos, não apenas decorar o deverzinho para se tornar um adulto burro, e pasme a garota está ainda  fascinada pelo assunto e tenho certeza que vai arrasar na provinha porque aprendeu o mecanismo, os modos de pensar sobre o assunto.
          Prefiro sacrificar uma horinha agora para ajudar a formar uma leitora consciente que ficar batendo cabeça com o boletim depois. O problema é que não se estuda com criança, gritando, brigando, colocando tudo com suas palavras como faziam com ela, você deve dar os caminhos a percorrer, o indivíduo precisa aprender desde cedo a receber e filtrar as informações que recebe, decorar é muito fácil pena não ser EFICIENTE!
           Acho uma troca válida, pode parecer um post inútil mas infelizmente não aprenderam isso ainda, querem ensinar fórmula de bolo, depois ficamos sem pesquisadores e bons profissionais e ninguém sabe explicar o que houve. Procure fazer a hora do dever de casa das crianças (se tiver alguma em casa) um momento de reflexão, discussão, formação de opiniões próprias. Quem estuda sabe, que uma hora todo o santo dia é um grande número de minutos a ser sacrificado, mas vale a pena, está sendo uma terapia para as duas.

21/09/2010

Ainda nessa?

      Os médicos são considerados desde longa data como pessoas que se doam em prol da saúde alheia, conheço futuros estudantes de medicina e essa é a visão deles, mas, infelizmente conheço outros futuros e atuais estudantes da área que fazem o curso por mero desejo de status, dinheiro... sou completamente a favor do salário digno, quero mesmo usar Chanel, Dior e tudo o que tenho direito, mas francamente? isso vai valer nada se eu não for útil, não tenho absolutamente nada contra quem quer isso eu tenho tudo contra quem faz medicina exclusivamente para conseguir isso. 
      Hipocrisia? Não, os mais bem remunerados na minha área (museologia) que conheço são os que mais sofreram e por vezes quase abriram mão da própria vida pra levar um pouco de reconhecimento e alto estima aos povos dos Andes, da favela brasileira, do Sahel elas são sim bem providas de dinheiro mas isso veio como consequência, eles não fazem da construção e resgate da memória um mero comércio, por que  a saúde tem que ser?  Quem quer ser médico no Brasil deve estar bem consciente de seu objetivo bem como as péssimas condições de trabalho no serviço público, sobretudo estar ciente de seus fins.
      Bem, vamos ao começo da história...hoje, conversando com um gestor de saúde lá da clínica sobre o quadro de médicos, ele me disse que os pediatras agora são tão valiosos quanto diamante, pois as pessoas não querem mais ser pediatras, que precisava com urgência de mais dois para completar o quadro...quando perguntei o motivo de tamanha falta de profissionais a resposta foi: "os médicos ganham mais por procedimentos, cirurgias, as pessoas agora querem a área mais lucrativa, pediatras e clínicos gerais não fazem tantas cirurgias quanto os especialistas". Francamente? senti vergonha por ouvir isso, eu não sou da área de saúde mas penso a que ponto chegamos? É muito melhor te deixar doente e te operar que prevenir sua doença, isso é completamente desumano.
     Não é negar que eles devem ser bem remunerados, o problema está no foco do profissional, por que medicina, arquitetura, museologia, farmácia, letras? Paixão ou apenas o dinheiro? Não se trata da visãozinha romântica de uma universitária que não conhece a realidade, não estou reclamando da classe, minha indignação é com uma pessoa em especial, aquela que visa só lucros e negocia a saúde alheia, aquele arquiteto que faz a coisa mal feita só pra ganhar dinheiro, aquele engenheiro pilantra que vai matar mil pessoas, aquele museólogo safado que vai traficar memórias de um povo ou permitir que roubem suas riquezas naturais calado, aquele político pilantra, o jornalista que não respeita ninguém, a vigarista que procura apenas um marido rico e tantos outros, afinal qual o foco??? Você não precisa ser a próxima madre Teresa, você precisa se esforçar pra ser útil, não seja um parasita, isso independe da sua profissão. 

02/09/2010

Geração viciada em memórias

 Twitter, orkut, msn, blog...isso rotula (erradamente por parte de pseudointelectuais)  a nossa geração como sendo "burra", o que podemos perceber é uma vontade de conhecer e se fazer conhecido pelos outros,  lógico, alguns extrapolam, mas, pensem bem...a todo momento contamos sobre nossa rotina, tradições, cultura e desejos...estamos produzindo documentos históricos importantíssimos para gerações futuras, o problema é que estamos deixando de viver tantas coisas, é preciso saber conciliar os dois lados.     Outro aspecto extremamente positivo  é que meu desencantamento com minha geração está sendo aos poucos surpreendido, esta manhã escolhi dois emails (dos mais absurdos e sensacionalistas possíveis) para ver o que acontecia, apesar de ficar indignada em frente ao computador resolvi enviar mesmo assim, afinal, ao menos alguém deixaria de votar na tal candidata (afinal andam divulgando tanta coisa absurda sobre superestruturas secretas que querem atar 80% da população)... achei que as pessoas iam ler  simplesmente o título e reenviar (o que infelizmente aconteceu em alguns casos e recebi aquela babozeira de volta), mas me surpreendi muito e foi maravilhoso! Recebi respostas extremamente bem formuladas e com respaldo crítico extremamente relevante...isso quer dizer que a minha geração ainda sabe filtrar o que lê e sabe pensar por si mesma, ou seja: ainda há esperança gente! 
    O único problema é só a pessoinha que insiste no ataque pessoal como "argumento", eu amo de coração pessoas que organizam suas idéias e as colocam em debate até que vençam, absorvo muito delas, mas por favor não me venham com essa história de "a minha tia..." "a minha avó..." "você não sabe de nada.." (e você, sabe?) gente... please: há coisas que enviamos que não são nossas e isso fica claro então faça como  os jovens da minha lista de emails e exponham sua opinião (mesmo que eu não tenha criado aquilo) de forma clara e construtiva, isso é extremamente saudável principalmente a essa altura do campeonato quando temos que votar! 
 OPINE, MAS OPINE COM ARGUMENTOS! 

01/09/2010

Dia da bailarina 1 de setembro.

Dança, bailarina,dança...


Põe nos teus passos toda a harmonia
E toda a poesia nas pontas de teus pés
Em gestos nobres,faze surgir a fé!!! 
(Ekaterina Maximova)

Gira,bailarina,gira...
Vai girando e semeando amor,
Mais depressa que as voltas do mundo,
Pra que haja tempo de matar a dor!
(Margot Fonteyn)

Baila,bailarina,baila...
Traze contigo a primavera
Pra florir os campos,florescendo a Terra,
Numa explosão de cores que tua dança encerra.
(Marianela Nuñez)

Faze de tua arte uma suave prece
Capaz de enternecer os corações de pedra
Faze tua música soar tão alto
Calando assim os estopins da guerra!!!
 (Svetlana Zakharova)


Mostra ao Homem que o teu bailado
Expressa a vida nesse simples ato...
Onde o amor é tudo,onde o amor é nato.
(Polina Seminova)
Que em teus saltos ponhas tua garra
Seguindo sempre a luz de teu clarão,
Quebrando muros para unir os povos
Num universo único,onde se dêem as mãos.
(Tamara Rojo)
Abre tua alma,no esplendor da dança...
Não desistas nunca e verás,enfim,
Bailar no campo,doce e cálida esperança,
Em meio às flores de um lindo jardim...
(Roberta Marquez)

(Poema de Carmem Lucia de Carvalho Sousa)
**Post dedicado especialmente à minha grande amiga Laura Marchiori que retornou oficialmente ontem à uma das primeiras turma da escola de ballet!

30/08/2010

Trabalhar com crianças, uma grande responsabilidade!

  "My dear father, you are very importantin my life. I love you" Encontrei hoje um cartãozinho que minha sobrinha escreveu para o pai dela (que está separado da mãe dela), que quase não vem vê-la diga-se de passagem.  Vendo isso fico pensando naquelas criancinhas que ficam jogadas em abrigos, sem ninguém pra dar carinho, pra arrumar o cabelo, cantar uma musiquinha bonitinha ou apoiar em noites de pesadelo, para fazer isso tudo seria necessário contratar no mínimo um funcionário para cada 3 crianças e sabemos que é impossível, ou elas comem ou tem um carinho personalizado não é mesmo? Eu gosto de ficar pensando um pouco nisso, faz a gente valorizar e respeitar mais as nossas crianças.
    Só fico revoltada mesmo com algumas mães que francamente não deviam ter filhos. Aquelas histéricas que não tem uma palavra de incentivo e carinho para os seus filhos pequenos ou grandes, que não tem a mínima vocação e ficam maltratando as crianças enquanto outras pessoas que seriam pais espetaculares não conseguem ter filhos. Isso realmente me irrita. Uma coisa é certa, quando a criança é impossível alguma coisa está errada com os cuidadores, a super Nanny por exemplo, ela muda os pais e como consequência as crianças mudam...mas o que isso tem haver com ballet?

   Quem dá aula pra criança sabe o quanto o comportamento da professora influencia no rendimento da turma, sei porque já passei por ótimos professores e péssimo professores, como posso manter meu aluno motivado? É realmente um desafio que sequer enxergamos e as vezes cumprimos tão bem (ou não) é preciso prestar atenção na sua postura, professor simpático demais me dá gastura, professor grosseiro demais me desmotiva... você pode jogar seu aluno no fundo do poço ou fazê-lo render, por mais incrível que pareça, se 80% do crescimento depende do bailarino em formação, seus 20% são o combustível. Sua turminha deve nutrir por você uma admiração incrível, é tão bom quando você está andando na rua ou no mercado, em qualquer lugar e chega uma criança (que talvez você nem lembre quem é)  te sorri e diz: "Ooooi tiiia" parece besta mas quem passa por isso sabe que não tem preço!
            Seja importante em alguma pequena life, pra que alguém seja um ser humano melhor lá na frente, não te custa nada.

29/08/2010

Reta final


Quando o ano começa a gente acha que não precisa de férias porque faz o que gosta, mero engano. Estou mentalmente exausta apesar de realizada por hora, alcancei todas as minhas metas esse semestre, semestre que vem volto a treinar minhas horinhas por dia. Digo semestre que vem porque a Universidade de Brasília entrou em greve e só agora teremos as férias que deviam ser em julho, como é costume no Brasil.
       Me faltam 2 provas, um trabalho de ciência da informação e mil textos para ler. Amanhã vou ver se dou um jeito nos cabelos porque acabei ficando muito relaxada na correria do dia a dia, estou implorando por férias, faltam exatamente 6 dias para elas chegarem e vão vir no dia do meu aniversário 4 de setembro. Estou bem grata por ter conseguido conciliar tantas coisas e torçam por mim porque vou usar o resto desse ano para começar a me estruturar para um intercâmbio (que está sendo meu sonho dourado) não tenho nada ainda, vou pesquisar sobre o assunto, arrumar um estágio, estudar outro idioma e voilá, que até o fim do ano que vem dê certo, vai ser dureza mas preciso conquistar mais essa. Pode ser pra estudar outro idioma, história da arte, desenho...essas coisas. Pode ser de 2 meses até um semestre.
     Nas férias vou tentar posts melhores juro.

27/08/2010

You Get What You Give

(...)Você possui a música dentro de si,
Não deixe que se vá.
Você possui a música dentro de si,
Uma última dança.
Este mundo vai sobreviver, (passar por isso, ultrapassar)
Não desista.
Você tem uma razão para viver,
Não pode se esquecer que você só recebe aquilo que você dá.
Não deixe que se vá
Eu sinto a música em você. 



Voe alto, (Tenha altas expectativas)
O que é real não pode morrer
Você só recebe o que você dá
Você vai conseguir aquilo que você der.
Não desista
Apenas não tenha medo de viver. (...)

Não deixe que se vá.
Uma última dança.
Não deixe que se vá.
Não esqueça.
Não desista.
Uma última dança.

(trecho)




23/08/2010

Sua rosa ainda existe?



"Foi o tempo que dedicaste a tua rosa que a fez ser tão importante."  Saint-Exupéry
       Quem nunca leu "O pequeno príncipe" ou ao menos assistiu ao desenho, quem nunca se encantou com as belas citações do autor, quem nunca ouviu falar deste livro?
"Foi o tempo que dedicaste a tua rosa que a fez ser tão importante."  Saint-Exupéry
    É uma frase de extrema reflexão. Você tem uma rosa?
         Ter uma bela rosa é uma tarefa difícil quando se é criança, sei disso porque fui uma criança extremamente doente, não podia ter animais, sequer um urso porque me desencadeava crises horríveis mas eu TIVE ROSAS, muitas rosas...já cheguei a cuidar de 3 vasinhos de uma só vez, me era prazeroso molhá-las, quebrar a casca de ovos em minunciosos pedaços para colocar na terra preta e depois de um tempo plantá-las no jardim com minha mãe. Eu tive rosas...e com as rosas aprendi a ter minhas atuais rosas. Na primeira fase eu molhava, colocava na janela para tomar sol e até dávamos um nome, depois íamos arrancando as folhas secas e quando cresciam iam parar com a roseira grande lá fora, eram rosas pequenas mas coloridas, vistosas.
          Pouco tempo depois meu primo mudou-se para perto de nós e passamos a brincar juntos, fui crescendo e conhecendo algumas poucas pessoas, me lembro de poucos amigos de infância...mas me lembro sempre de todo o cuidado que tínhamos como família. Eu lembro das noites que ficávamos todos acordados porque eu não estava bem e precisava ser observada, lembro da minha irmã (9 anos mais velha) cuidar de mim com um esmero anormal para a idade dela, lembro de toda a cooperação que havia dentro  de casa e de como a família sempre estava em primeiro lugar mesmo com dificuldades financeiras.
           Lembro dos meus passeios em família, e eles são hoje minha rosa, não pelo tempo que eu gastei com eles mas por todo o sacrifício que fizeram e porque ninguém vale mais que eles em hipótese alguma. Qual é a sua rosa? ela vai se despetalar por aí enquanto você chora, vai furar seus dedos na primeira oportunidade ou vai crescer a cada nova estação até que esteja pronta para enfeitar seu jardim. Família pra mim é um assunto de extrema delicadeza, invisto na minha me esforçando ao máximo para ser uma pessoa melhor.
      "Foi o tempo que dedicaste a tua rosa que a fez ser tão importante."  Saint-Exupéry
 E se alguém investe tempo em você, esse alguém é seu patrimônio* no sentido de ser preservado e admirado. Se você deixou sua rosa secar, ainda há tempo, volte ao seu jardim antes que ela morra. Não abandone sua família e nem a faça parecer menos importante.

*Patrimônio não é de posse, para o museólogo o patrimônio é algo muito precioso que remete a memória. =Aquilo que é caro, insubistituível=

21/08/2010

Dicas para audição.

     Segundo semestre chegou, e com ele chegam novos exames e audições para os espetáculos de fim de ano, vou aqui passar algumas dicas que parecem simples mas fazem muita diferença:
     Em casa: Eu funciono sem dormir normalmente, mas, há quem diga que dormir é fundamental.
 Arrume sua bolsa no dia anterior, coloque uma meia calça extra na bolsa, confira se as fitas e elásticos estão bem presas na sapatilha de ponta, veja se estão limpas, você pode higienizá-las com uma escovinha embebida em solução de alvejante e água (sem molhar, lógico), as de meia ponta devem estar impecáveis também, verifique se suas meias estão manchadas ou desfiadas, se estiverem use-as um outro dia que não tenha prova ou que possa usar perneiras.  Por que acha que pedem pra você ficar parada na frente deles? hãn??? pra olhar, oras.
             Coloque na bolsa barrinhas de cereal sem chocolate e mel (aquele de saquinho, super prático) o mel age muito mais rápido que o chocolate e é bem mais saudável além de não pesar antes da audição. Evite comidas pesadas ou testar algo novo, você pode se machucar ou obter resultados constrangedores (aliás pequeno parêntese, é absolutamente normal soltar um pumzinho em uma aula ou outra, ninguém é de ferro e... aposto que ninguém nem escuta, se  for acidente claro!!! Não se aproveite disso rs). Faça suas atividades do dia normalmente.
          COQUE: é fundamental, deve ficar bem amassadinho na cabeça, quase imperceptível, se seus cabelos são enormes, faça-o espalhado na cabeça, sem problemas, é bem melhor que aquela berruga nojenta pendendo para trás... use presilhas pretas ou castanho escuro para prender a franja mesmo que você seja loira ou ruiva, não use redinhas coloridinhas ou acessórios que não façam parte do padrão, não é bonitinho É RIDÍCULO MESMO, IRRITA A MESA AVALIADORA, que não é sua avó ou mãe então se esfole para que tudo saia o melhor possível (como deve ser em toda aula).
        BASTIDORES: nada como fones  de ouvido com suas músicas de barra e variações, alongar relaxa muito mesmo, faça exercícios faciais porque seu nervoso carrega o semblante, melhor relaxar que chegar de bico. Abra bem a boca, simule mastigação e limpeza dos dentes (só no vestiário pelamor hein!?!) . Os meus básicos são:  aberturas, sapinho, grand pliés  e pequenos giros para aliviar a tensão.. enfim, você tem fones de ouvido, divirta-se!    MUITO IMPORTANTE: bailarino inteligente faz xixi 5 minutos antes de vestir o figurino e de fazer aula...mãe que reclama de professor que retém aluno em sala não sabe disso... (né?) Sei que é muito chato se desfazer daquela roupa toda por 10 segundinhos mas precisar no exame é muito pior.
 (para os leigos, a foto acima é a tal posição sapinho)
      Tome água antes, nas pausas e depois, mantenha sua garrafinha SEMPRE em todas as aulas e exames ao seu lado na barra aqui ou na Rússia, tanto faz.  Seja natural, não faça por contagem, dance por contagem, sinta-se a Prima Ballerina Bolshoi por mais que você erre, passe tranquilidade, confiança, e por favor não acene, (já vi isso). Se machucar feio levante a mão e diga que se machucou, se quebrar alguma coisa não grite, dói muito mesmo mas acredite que dói muito mais quando chegar ao médico. Não chore no vestiário, não fique batendo papo antes ou depois, não fique reclamando com a professora, não fale bem ou mal de si mesmo, não comente a audição antes das notas, não fale mal de ninguém não importa  se sua mãe é dona da escola...faça seu exame e vá embora!
      E... feliz espetáculo, bolsa ou vaga! \o/

17/08/2010

Geração andrógena ou colorida?



      Meu esteriótipo de homem é aquele forte, alto, charmoso, másculo... loucura loucura, coisa do tipo...agora não sei bem o que faz essas garotinhas da geração ensino médio amarem tanto essas criaturas coloridas acima e seus derivados. Claus e eu hoje na sorveteria (ótima por sinal, amo os sorvetes de chocolate de lá) e de repente me surge uma dupla por uma das rampas laterais, uma criatura com calças apertadas feito calças dos príncipes de ballet clássico só que jeans (menos mal que não era laranja), um cabelo daqueles de menino de creche quando espera o ação global pra cortar de graça, uma camiseta (única peça que aproveitaria alí) e um casaco de cor duvidosa.. aquele boné estampa de página de revista feminina adolescente em azuis... preciso mencionar o tênis do urso da Coca-Cola que eles usam? A minha reação foi perguntar 'aquilo é menino ou menina?'  pra meu espanto a resposta foi 'menino'.
     Eu prefiro um filho velha que um filho colorido!!! Que ser andrógeno gente, nada contra os andrógenos, só fiquei confusa e o pior é que a garotinha era namorada dele e era uma graça, me digam qual o problema com aquele ser  viril idealizado pelas garotas d'antes? Espero que essas calças fiquem cada vez mais apertadas, mas muuiito apertadas pra que essa maldita raça não se prolifere. Se a pessoa quer ser homossexual ok, é uma escolha dela e cabe a nós tratá-la com respeito, mas...com esse pessoal na rua eu não consigo distinguir entende? É chato até em algumas situações.
       Vi uma bandinha na TV aberta esses dias, o cabelo, GZUZ o que era aquilo? Parecia um ramster revoltado que dá mil voltas por dia na gaiola, e esses óculos? Gente, se você fica bem de oclão, use e abuse, mas não coloque uma tartaruga ciamesa na cara se não combina com você, calças justas são biologicamente belas e confortáveis em mulheres, os cantores sertanejos usam também, mas, não é pra tanto!!!
       Céus, vou parar por aqui, mesmo, só digo uma coisa: HOMENS não aceitem essa modinha, ou não vamos mais procriar!!!! HÃN?

10/08/2010

Criticar políticos: Moda ou consciência?

            As pessoas criticam políticos, votam nulo, fazem um estardalhaço, mas... quem critica, tem moral pra criticar? Quantas horas de serviço voluntário você já prestou na vida? Você cumprimenta ao menos seus vizinhos? Compra uma roupa cara demais ou prefere comprar duas e doar à quem precisa? Quantas vezes já presenteou ao menos uma criança carente no natal (sendo cristão ou não)? Quantas letras já doou como poeta para pessoas que não sabem ler? Quantas coreografias fez para dar esperança para as pessoas sem cobrar por isso? Quantas vezes já guardou seu lixo para não jogar na rua?  Se respondeu nenhuma vez a pelo menos 4 dessas perguntas você não tem o direito de reclamar, é uma fala e não faz nada.
           Desde nova sempre fui incentivada por minha mãe a prestar serviços voluntários através das coisas que aprendia, não era uma forma de testar meu conhecimento e sim uma forma de aplicar aquilo que aprendi de forma gratuita, como se fosse um presente e isso sempre me deu prazer, eu passava as férias em uma creche para crianças carentes ensinando coreografias simples, brincadeiras de criança, desenhava com eles e essas coisas que parecem tão simples mas fazem TODA a diferença. Hoje vejo a maioria deles crescidos (eu tinha 15 anos na época) e penso que não mudei o mundo como alguns querem e só destroem a si mesmos, se dizem politizados mas só enchem a cara e fazem besteiras, nunca apoiei isso, assim como nunca discriminei esse tipo de gente.
          Vejo que ajudei a formar 5 ou 6 pessoas melhores, claro, sendo bem otimista, nem todos aceitam aquilo que com carinho doamos, e essas 5 ou 6 pessoas importantes vão formar 5 ou 6 famílias melhores para que a nossa sociedade não morra. Isso me fez crescer muito como pessoa e me deu uma consciência além daquela ridícula das pessoas "politizadas" dos CA's de Universidade. Ser um cidadão consciente é muito mais que discutir ideologias fracassadas e beber em rodas de crítica, ser um cidadão com moral de crítica é arregaçar as mangas e ir a luta todos os dias, em casa com suas crianças dando carinho e orientando com bastante paciência, colocando de castigo se necessário for, ou indo até os mais tristes que sofrem violência e necessidade material, crianças que tiveram suas almas violentadas pela miséria e desigualdade, então deixe de ser um hipócrita, acomodado, reclamão e mexa-se!
       Não sabe fazer nada? Vá até lá e diga "vim vê-los, como estão?" fique meia hora e vá embora. Custa? Para eles não tem preço!  Antes de querer ir até a Africa salvar os pequeninos dê um bom dia à recepcionista de seu trabalho.
     Pense nisso!

09/08/2010

Dentre tantos homens...

Eu conheço um homem que não consegue comer fora de casa várias vezes na semana porque ama estar com a família.
Eu conheço um homem que não consegue viajar sem a família porque tem prazer nela.
Eu conheço um homem que cometeu seus erros como muitos no passado mas mudou pra muito melhor em pouco tempo.
Eu conheço um homem que só consegue usar pela primeira vez algo valioso que conquistou junto com sua família para reconhecer que todo o seu sacrifício contribuiu para o bem estar dela.
Eu conheço um homem que rolou no carpete para brincar com os filhos e agora faz isso com os netos também.
Eu conheço um homem que ficava irado pelos pés arrasados da filha e pelas dores musculares que ela sentia mas ficava todo bobo em dia de competição e espetáculo, era o primeiro a chegar no teatro.
Eu conheço um homem que tem prazer em dizer pra todo mundo "vejam, essa é minha esposa e essas são minhas filhas."
Eu conheço um homem que faz compras para a esposa e a filha e acaba esquecendo dele mesmo.
Eu conheço um homem que cuidava da filha em terra estranha a base de sorvete e sanduíche para a mãe dela trabalhar mesmo sem ter necessidade disso, só pra não deixá-la com os outros durante os finais de semana.
Eu conheço um homem que leva pizza pra casa só pela alegria que sente ao ver a família em volta de sua mesa. O abraço é o mais importante, o presente não.
Eu conheço um homem que sonha alto para ele e para os filhos, que tinha tudo para dar errado e hoje é um grande homem, este homem É MEU PAI!

05/08/2010

Voltei!

Entreguei meus fichamentos, acabei meus trabalhos, ao menos hoje dormirei em paz. Espero que a rua esteja quieta, calma em um daqueles convites para o sono profundo e descanso avesso. Vou digitar meu pedido de desligamento do ballet, talvez volte ano que vem.
Faltam apenas algumas pinturas, tudo se faz com calma agora.
Pessoas mal educadas por toda parte: no ônibus, na faculdade, na rua...uma coisa é você ser grosso quando precisa cortar alguém, outra coisa é ser extremamente infantil e não se dar conta.
Em uma ótima fase com amigos e de bem comigo? finalmente de bem comigo, achei que esse dia nunca chegaria.
Vou colocar essa linda aqui para me incentivar a continuar, a chamar amigos para ensaiar comigo e não parar por muito tempo.